terça-feira, 23 de setembro de 2008

Emagrecimento - Perigos Pequenos

Num processo de emagrecimento todos sabem que devem restringir a quantidade de alimentos, diminuir o consumo de doces, fazer exercícios físicos diários, evitar tomar líquidos nas principais refeições, ingerir no mínimo dois litros de água por dia, respeitar horários de refeições, etc.

A mente das pessoas com hábitos alimentares exagerados ou fora do padrão resiste aos apelos do emagrecimento e na tentativa de manter os comportamentos já definidos como “bons” para ela, induzem as mesmas com falsas idéias. Dessas falsas idéias, queremos chamar a atenção das leitoras para a questão do tamanho dos alimentos, principalmente os mais calóricos como chocolates e outras guloseimas. Em qualquer tabela de calorias consultada acharemos que a barra de chocolate de duzentos gramas terá aproximadamente 1.200 calorias, quantidade essa que em média equivale ao total de calorias exigida para um dia inteiro por algumas pessoas que estão passando pelo processo de emagrecimento. Nesse momento é que a mente entra e induz a pessoa a comer alguns quadradinhos da barra de chocolate. Por outro lado as empresas fabricantes de guloseimas lançam no mercado pacotinhos de bolinhas de chocolate, pois sabem que com essa versão miniaturizada a mente das pessoas vai aceitar, mesmo numa dieta restritiva de calorias.

“O processo de emagrecimento deve ser enfrentado com determinação e ser encarado como uma coisa muito importante”

Em recente trabalho pesquisadores descobriram que isso ocorre porque os pacotes menores são percebidos como “prazeres inocentes” e subestimam a quantidade de calorias contida em cada uma dessas embalagens.

No restaurante por quilo acontece o mesmo, um pequeno pedaço de frango, um bifinho, uma linguiça, uma costelinha, um quibinho, um pouquinho de lasanha ou de macarrão, um pequeno docinho, enfim tudo que é pequeno e pouco a mente induz para o consciente da pessoa que PODE.
A pessoa aceita a sugestão. No rodízio de pizza é comum as pessoas falarem que a massa é fina e que a quantidade de recheio é pequena. Essas pequenas porções somadas geram muitas calorias e a pessoa perde a noção da quantidade. Por isso é necessário interpretar que durante um emagrecimento o ambiente é de guerra, não se pode descuidar nem um minuto porque a mente, como é preguiçosa, induzirá a pessoa a comer porque “é pouco e não tem importância”. Com isso não emagrece.

"O processo de emagrecimento deve ser enfrentado com determinação e ser encarado como uma coisa muito importante, sem exceções, principalmente com alimentos pequenos, miniaturizados."

Por: Dr. José Rui Bianchi - Médico Psiquiatra e Autor do livro "Emagrecer também é Marketing" - DVS Editora
Data de publicação: 22/09/2008
www.cyberdiet.com.br

2 comentários:

Fabíola Rocha disse...

Oie Lú...

Obrigada pelo carinho de sempre e parabens por sair dos 3 dígitos...
Eu entendo essa sua alegria!!!

Fiz uma Postagem de 03 anos de gastrolpastia, passa lá!!!

Uma semana cheia de Deus pra tí...

Beijos no "S2"
Fabíola Rocha

LUCIANA ANDRADE disse...

oi luciana, estou no processo me encaminhando para a cirurgia, mas o que vem me desanimando é a opnião das pessoas, umas dão muita força outras começam a dizer um monte de coisas que enchem a cabeça da gente de tal forma que dá vontade de desistir. Sua história é linda e sempre que puder estarei visitando o seu blog para conhecer maism sobre essa sua caminhada. Parabéns